Siga-me no Twitter

Entre e me adicione

Blog Cdor Heraldo Lage

Blog É Nóish Na Fita !
Meus Textos

DANÇANDO...
Cdor Heraldo Lage
(Para o encerramento da 1ª Ciranda - Mary Trujillo e Alberto Peyrano)

 

 Era uma vez... A ciranda musicada e eu dançando...

Nos meus braços a Musa dos meu sonhos girando...

E a cada novo giro nossas cabeças estonteando...

Em cada novo aperto ambos plenos nos amando...

 

Percebo que estamos vivendo agora esta história !

Esta nossa história com começo e meio mas sem fim

Que nos conduzirá entre surpresas à eterna glória

Por caminhos perfumados com aromas de jasmim !

 

Esta é a nossa história, oh ! Minha Cigana danada !

E a ti dedico agora mulher, oh ! Minha doce fada !

Nesta dança vou sentir-te fêmea, minha safada !

E levar-te ao delírio, de satisfação, embriagada !

 

Ao delírio porque enquanto dançamos...

Afago-te faço juras de amor e loucura !

E enquanto docemente nos tocamos...

Declino-te todo o meu amor e ternura !

 

Quero girar contigo neste chão e no espaço sideral

Quero gritar contigo uníssonos em mergulho abismal

O quanto quero eu realizar-te com os meus carinhos

E dançando quero deitar-te em meus muitos ninhos !

 

Sem jamais separarmos os nossos corpos tão suados

Sedentos de amor e paixão nesta maravilhosa dança

Transformaremos tudo em motocontínuo extasiados

Levar-te-ei aos céus adulta, feliz como uma criança

 

Deitados, em pés ou sentados, nós dançaremos...

Desde que abraçados muito mais nos uniremos !

Haverás de fabricar o teu mel insistentemente...

Para que eu sorva cada gota infindavelmente !

 

Porque quero provar do teu delicioso sabor

Enquanto sinto extasiado teu toque teu calor

Porque quero realizar todas as tuas fantasias

Enquanto a dança se desdobra em grandes orgias

 

Vou fazer-te delirar até atingires o topo da tua resistência

E te entregares plenamente até desmaiares sem prudência

Dançando voaremos como pássaros por entre a mata virgem

Como naves entre estrelas faremos acrobacias sem vertigem

 

Acrobacias deste amor desvairado !

Pilotarei tua nave todo enfeitiçado !

Amar-te-ei já totalmente dominado !

Possuir-te-ei como teu único tarado !

 

Hás de me entregar toda a tua seiva melada...

Enquanto beijo-te dos pés a cabeça minha amada

Quero sorver dessa tua harmoniosa imensa energia

Nesta dança magistral que hipnotiza de tanta  magia !

 

Trocaremos muitos beijos...  Selaremos nossos lábios ardentes !

Atenderemos nossos anseios...  Tão guardados, tão clementes !

Poderemos nos entregar sempre mais !  E mais...  Felizmente !

E somente assim...  Nós dois nos realizaremos mutuamente !

 

Nesta dança desvairada deixaremos nossa história

Infindável que neste momento estamos construindo

Galgando no concurso da vida a nossa maior vitória

Dançando, rodopiando, esperneando, indo e vindo...

 

Neste vai-e-vem que teve início nesta dança maluca

Deixaremos muita gente que a conhece lelé da cuca

Nós continuaremos para sempre por todo o infinito...

Nos completando acho que ainda seremos um mito !

 

Simplesmente ambos nos entregando...

Seguiremos para sempre nos grudando...

 

Dançando...

 

Heraldo Lage

http://www.hlage.com.br

Em 24/01/2006 - 20:50 h