Siga-me no Twitter

Entre e me adicione

Blog Cdor Heraldo Lage

Blog É Nóish Na Fita !

Meus Textos

FELIZ DIA DAS MÃES - 2002
Cdor Heraldo Lage


P A R A B É N S !
Amo Vocês !
Mamães ...


Em uma data como esta
como me toca poder perceber
Que saí do útero ... uma floresta
Para outra... a vida, meu amanhecer

Se pudesse aqui expressar
Tudo o que sinto neste momento
Com certeza, iriam todos se emocionar
ao saberem o tamanho do meu sentimento

Foi sofrido o meu nascer
A fórceps, fui do útero retirado
Para que a luz a mim viesse aparecer
Muito trabalho à equipe medica, foi dado

Tendo no crânio uma fratura
Não podia permanecer muito parado
Alimentava-me minha mãe com fartura
Movendo-me, tempo em tempo, a cada lado

Era gordo e quieto não parava
Aos dois anos sozinho nem andava
Mas ainda assim saí de casa engatinhando
Invadi duas casas de vizinhos, me arrastando

Fraturas, tive mais de vinte
A cada quatro meses, vez em quando
Engessado, considerava aquilo um acinte
E mamãe com paciência, aturava e ia me amando

E os remédios que eu tomava ???
Para aplacar as minhas constantes dores
Era a mamãe que comprava e administrava
Minha mãe foi mais forte que todos os amores !

Eu cresci e até hoje sou criado
Por mamãe que com todo o seu ardor
Vem em casa e aqui só nos tem deixado
Grandes, infindáveis doses do seu grande amor


Ela já tem mais de oitenta
Todos dizem que não aparenta
Eu tenho mais de cinquenta
E nem sei como Ela me aguenta

Olha-me como fosse eu uma criança
Preocupada vem todos os dias visitar
Constata meus problemas e sem lambança
Com amor e carinho, incentiva-me a caminhar

Desiludido, muitas vezes, com a própria vida
Vejo n'Ela, mamãe, estampado idêntico sofrimento
Sempre pronta a, em seu coração,dar-me guarida
Ninguém mais que Mamãe traz-me tanto acalento

Quando pode ajudar a resolver o problema
É sempre Mamãe que logo se prontifica
E quando não pode é para ela grande dilema
Pois transparece a tristeza que nela se vivifica

Mãe, pessoa que entrega sua própria vida
Pela nossa, ainda que errados nós estejamos
Considera-nos eternas crianças e tão sofrida
Esconde seus sofrimentos para que não soframos

De Mãe, o que mais se poderia aqui declinar ?
Muito ! Tanto ! ... que jamais se acabaria ...
Termo ou pessoa, como simplesmente aquilatar ?
Por mais que se buscasse ... justiça não se faria !

M Ã E

Existe em todos os lugares ...
Mas, é uma só !
Apenas e simplesmente ...
Muda de Nome !

Com esse rabisco falando um pouco de minha própria vida,
quero, na pessoa da minha
MÃE CLELIA LAGE
prestar minha singela homenagem à
TODAS AS MAMÃES DO MUNDO ...
DO UNIVERSO ...
DAS GALÁXIAS ...
DE TODO O INFINITO !

Presto esta homenagem à
MÃE NEGRA
MÃE AMARELA
MÃE VERMELHA
MÃE BRANCA
MÃE VERDE
(se existir em outros planetas)


MÃES DE TODAS AS CORES

MÃE POBRE
(que vive nas ruas embaixo das pontes)

MÃE RICA
(que muitas vezes se esquece da Mãe Pobre)

MÃE MÉDIA
(que de média só tem a classe, pois além de cuidar da casa,
filhos, marido, festas, roupas, escolas e tantas
outras coisas, ainda trabalha fora para trazer sustento a sua família).
Enfim ...  M ã e ! . . .

Onde quer que você esteja neste momento,
receba esta nossa modesta homenagem que tanto nos
emociona por que embora tentássemos,
jamais conseguiríamos colocar em palavras algo aproximado à
realidade que cerca toda a magia e esplendor da sua existência,
do seu carinho, de sua dedicação, do seu despojamento, de sua proteção,
do seu amor de Mãe !


PARABÉNS !

MÃE !

MAMÃE !

Bjsssssssssssss ...

Heraldo Lage
Amigos Verso & Prosa
http://www.hlage.com.br
Em 12/05/2002 - 13:45 h
 

Retornar à Página Principal

Old
Guest Book

  Assine meu novo Livro de Visitas
 Free Guestbook from Bravenet.com
Antigo
Livro de Visitas