Meus
Convidados 
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados 
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados

 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados
 


 


 
 


 


 

Meus
Convidados

 


 


 

Meus Convidados
Home :: Meus Textos :: Cap Shock :: Downloads
     
     
Poeta: Jorge Linhaça
     
Texto: Réu Confesso
     

 No banco dos réus sentado
por um crime premeditado
de tal forma planejado
e plenamente executado

Sou assim um réu confesso
e a sua atenção lhe peço
Foi um crime por reflexo !
como escrever estes versos

Sou culpado da ternura
de abandonar a clausura
de me entregar à candura
de ser luz em noite escura

Sou eu poeta errante
sou amigo, sou amante
esteja perto ou distante
do meu coração navegante

Sou brisa morna em tarde quente
sou escrevinhador eloquente
sou plantador de sementes
de amor em peito ardente

Sou culpado pela paixão
réu confesso da sedução
caçador e caça da emoção
culpado sem apelação.

Assinar Livro de Visitas - Novo Ver Livro de Visitas - Antigo
 


 


 

Visitante Nº