Relógio do Mundo

Portal Cdor Heraldo Lage
HLAGE.COM.BR
Grupo Amigos Verso & Prosa

Relógio do Mundo
É NÓISH NA FITA !
Conheça também o nosso Blog "É NÓISH NA FITA !"

AUTO HEMOTERAPIA

Política... Geral...
Grupo Guararapes - FFAA - MILITARES...
YOU TUBE - VÍDEOS BEM INTERESSANTES...
INTELIGÊNCIA

CAMPANHA NACIONAL EM DEFESA DA AUTO-HEMOTERAPIA

 

MANOBRA IMPEDE APROVAÇÃO NO SUS


Dr. Luiz Moura

 

Auto-hemoterapia: manobra impede aprovação no SUS

Texto extraído do SECULODIÁRIO.
http://www.seculodiario.com.br/arquivo/2007/julho/23/noticiario/meio_ambiente/23_07_06sau.asp


Ubervalter Coimbra

A proposta de discutir na Conferência Nacional de Saúde a oferta, no SUS, da auto-hemoterapia e da vacina anti-brucélica terá de ser reapresentada: não foi aprovada na Conferência Municipal de Saúde de Guarapari, onde foi discutida. As duas técnicas, que aumentam a imunidade em quatro vezes e meia, curam diversas doenças consideradas incuráveis, como as auto-imunes, e são de baixíssimo custo.

A Etapa Municipal da 13ª Conferência Nacional de Saúde em Guarapari foi realizada no sábado (21). A proposta de que a auto-hemoterapia e a vacina anti-brucélica passem a ser procedimentos de rotina na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) foi defendida por Júlio César Gomes Barreto, que representa a Pastoral do Menor e Carcerária da Igreja Católica no Conselho Municipal de Saúde de Guarapari.

"A oferta das terapias foi aprovada por unanimidade no eixo temático da Conferência, por 27 pessoas, longe dos olhos do gestor (a Secretária Municipal de Saúde) e foi desaprovada na plenária final por grande influência do gestor e sua claque, que carteirizaram a discussão em nome da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A proposta foi a votação diversas vezes, o que caracterizou uma torcida pela aprovação, apesar da derrota, mas o contra-cheque, por fim, falou mais alto!", desabafa o conselheiro.

Segundo informa o site da prefeitura de Guarapari, a secretária Municipal de Saúde é Maria Helena Netto.

A vacina anti-brucélica foi criada pelo cientista Genésio Pacheco da Veiga, de 91 anos, há 22 anos morando em Guarapari. Para defender a oferta da vacina anti-brucélica na Conferência, Júlio César Gomes Barreto Júlio considerou a importância econômica e social dos processos inflamatórios do aparelho locomotor que atingem "aproximadamente 14 milhões de pacientes que sobrecarregam a Previdência Social com licenças, aposentadoria precoce, importação de remédios, exames, consultas, etc., além dos prejuízos sociais e individuais".

A vacina anti-brucélica "é capaz de curar doenças - tidas até então como incuráveis - como artrite reumatóide, artrose, espondilite anquilosante, osteoartrite, gota, lesão por esforço repetitivo (LER), entre outras doenças do aparelho locomotor".

O conselheiro Júlio César Gomes Barreto considerou, ainda, que os tratamentos usuais para os processos inflamatórios do aparelho locomotor "são precários, porque somente aliviam as dores, conforme comprova a afirmativa dos especialistas: Não tem cura. É preciso aprender a conviver com as dores`, além de provocarem efeitos tóxicos freqüentemente e até letais".

E ainda, que a vacina anti-brucélica é baseado na diminuição dos anticorpos que mantêm a doença, entre vários outros pontos. Daí, propôs que fosse levado à Conferência Nacional de Saúde a proposta de "avaliação oficial da eficiência terapêutica da vacina anti-brucélica nas inflamações do aparelho locomotor, para melhorar a qualidade de vida dos pacientes crônicos".

A defesa da auto-hemoterapia Júlio César Gomes Barreto fez por considerar "que é um processo conhecido desde 1911 e realizado empiricamente em todo o mundo e que segundo o médico Dr. Luiz Moura, a auto-hemoterapia ` é um recurso terapêutico de baixo custo, simples que se resume em retirar sangue de uma veia e aplicar no músculo, estimulando assim o Sistema Retículo-Endotelial, quadruplicando os macrófagos em todo organismo".

Ele relata ainda que a auto-hemoterapia comprovadamente cura "as doenças infecciosas, alérgicas, auto-imunes, os corpos estranhos", como "os cistos ovarianos, miomas, as obstruções de vasos sangüíneos" pois são combatidas "pelos macrófagos, que, quadruplicados, conseguem assim vencer estes estados patológicos ou, pelo menos, abrandá-los".

O conselheiro lembra que "há milhares de relatos de cura com a Auto-hemoterapia e com a Vacina anti-brucélica feitos na internet e, apesar da importância dos dois procedimentos, os médicos, com apoio da Anvisa, vêm combatendo tanto a Auto-hemoterapia e a Vacina Anti-brucélica".

Para ele, a decisão da Conferência Municipal de Saúde de Guarapari reflete esta ação contra as técnicas, para "proteger os lucros das indústrias farmacêutica transnacionais e a grande parte dos médicos reumatologistas e hematologistas".

Delegado à Conferencia Estadual de Saúde, Júlio César Gomes Barreto prometeu fazer o que for possível para aprovar a proposta, inclusive na Conferência Nacional de Saúde, que será realizada em Brasília, em novembro próximo.

Leia mais:


Clique aqui para ler reportagem Aprovada pelos pacientes, vacina é barrada por interesses econômicos (publicada em 09/07/2007)

Clique aqui para ler a reportagem Capixabas querem técnica que aumenta em 4 vezes imunidade à doenças (publicada em 16/03/2007)
 

 

 

Página Principal

Old
Guest Book

Assine meu novo Livro de Visitas
Livro de Visitas
Antigo