Portal Cdor Heraldo Lage
HLAGE.COM.BR
Grupo Amigos Verso & Prosa


É NÓISH NA FITA !
POLÍTICA...
Conheça também o nosso Blog "É NÓISH NA FITA !"

 


Enviada por Plinio Sgarbi
em 21 de setembro de 2005

.

 


CONTO PLANALTINO DA CAROCHINHA

Maria Waldete de Oliveira Cestari
 

             

            Alguma coisa muito séria estava ocorrendo no Reino dos Contos Planaltinos da Carochinha, porque um zunzunzum geral corria solto, indicando que de onde estava saindo uma fumacinha, havia por debaixo, um enorme vulcão. E que quando ele explodisse, não iria sobrar pedra sobre pedra.  Havia algo de podre no reino da Dinamarca, como já dissera Shakespeare.


O Gato de Botas Molusco era o Rei do Reino dos Contos Planaltinos  da Carochinha e seu braço esquerdo  era o Lobo Zé Mau, que segundo diziam as más línguas, reinava mais do que o Rei. Isso porque o Gato Molusco, usando as suas botas maravilhosas, apelidadas de Aeromolusco, não parava em seu Palácio e o seu negócio era viajar. Ele calçava as suas botas e passeava, passeava. Passeava tanto dentro do seu reino, como em outros vizinhos e distantes.  Enquanto isso  o Lobo mandava e desmandava, como era do seu feitio.
 

 Tanto o Rei ,  quanto o Lobo e sua turma  pertenciam a uma das fraternidades  do Reino, conhecida como  Priorado da Transparência . Seu principal objetivo sempre foi jogar pedra nas vidraças do Reino, quebrando-as  todas por falta de transparência. Só que quando chegaram ao governo, esqueceram-se das transparências e deixaram suas vidraças tão sujas, que não passava sequer  um minúsculo raio de sol.  
 

            Gepeto Cavalcanti  era o  Presidente da Câmara do Reino, onde tinha o apoio incondicional do baixo clero dos contos da carochinha. Muitos membros do Congresso não gostavam de Gepeto,  porque além de ter umas idéias ultrapassadas , tropeçava nas palavras e era demagogo.
 

Os três porquinhos, especialistas em chafurdar na lama,  andavam pelas terras planaltinas fazendo suas maracutaias, sempre com a concordância do arrogante Lobo Zé Mau . Como ele sofria de uma terrível doença – a síndrome de Pinóquio -  dizia que isso era mentira, mas ninguém acreditava. 
 

Valerinho Cabeça de Ovo  era o porquinho encarregado de fazer as propagandas do Reino.Ele era gordinho e careca. Delubinho Soneca  era o tesoureiro do Priorado da Transparência . Vivia sempre sonolento, por isso falava meio enrolado.  Silvinho Pimpão , era o secretário do Priorado . Era um porquinho muito chique, tão chique que chamava a atenção de todos do Reino pela sua elegância. 
 

             Outros personagens dos contos da carochinha habitavam o Reino.  Uns eram os jegues-correio: carregavam malas , cuecas e pacotes de papel pardo cheios de dinheiro. Outros eram puxa-saques: viviam nos bancos planaltinos tirando dinheiro para si e para outros.
 

                    Para esses,  Rural não era sinônimo de campestre; DNA não tinha nada a ver com Genética; transparência não rimava com decência ; Barcelona não era uma cidade da Espanha. O que essa troupe aprontava , até Deus duvida.
 

O mais engraçado é que muitos sabiam das trapaças da Turma do Mal do Reino dos Contos Planaltinos da Carochinha, mas ninguém tinha coragem de contar nada para os súditos, ou por medo, ou por conveniência, ou por conivência, ou por falta de provas. Quem iria arriscar o pescoço ?
 

O  Gigante Bob Jeff era presidente de uma das Fraternidades do Reino e também andou bandeando para o lado da turma do Mal . Mas se deu mal porque  um dia , lhe aprontaram uma cilada e ele , tão corajoso quanto o seu tamanho , resolveu destampar o garrafão e contar todos os podres que aconteciam no Reino. Mesmo sabendo que isso iria  lhe prejudicar.
 

A notícia caiu como uma bomba. E o pior é que o Gigante  contou uma coisa que muitos sabiam ,mas fingiam não saber: alguns personagens dos Contos Planaltinos  da Carochinha recebiam dinheiro, todo mês, para votar as propostas da turma aliada do governo de Gato de Botas Molusco. Era uma vergonha, um descalabro .
 

- Queremos provas ! Queremos provas “ – gritava a Turma do Mal .
 

Imediatamente se formou uma Comissão Prainvestigar  Indícios e todos foram chamados para contar o que sabiam. A cada sessão da Comissão, mais personagens dos Contos Planaltinos da Carochinha apareciam, envolvidos nas maracutaias: Chapeuzinho Vermelho  Somaggio, Cinderela Simone; Renilda de Neve e até o ogro Duda Shrek, publicitário, inventor do slogan   Molusquinho Paz e Amor .
 

Em todos os depoimentos , aconteceu um fato que estarreceu a população do Reino: os depoentes usavam máscaras que reproduziam seus rostos e a medida que as questões iam sendo colocadas, as máscaras iam caindo e quem se revelava por trás delas era  Pinóquio. Não é que o danado do Pinóquio é que foi à CPI, representando Lobo Zé Mau, Delubinho, Valerinho, Silvinho e os outros ?!   Isso provocou muita raiva e repulsa em todos os habitantes do Reino, que se sentiam enganados e traídos.  
 

Descobriu-se que os três porquinhos eram os responsáveis pela distribuição de dinheiro para os personagens aliados do governo; que Valerinho Cabeça de Ovo movimentava mais dinheiro do que o PIB de muitos reinos; que muitos presidentes das Fraternidades recebiam dinheiro para financiar suas campanhas nas eleições das aldeias do Reino; que havia contas em bancos em reinos estrangeiros . Enfim a maior pouca vergonha da História dos Reinos ao Sul do Equador.
 

Como essa história se passou no Reino dos Contos Planaltinos da Carochinha, os envolvidos esperavam que ela tivesse um final feliz para eles.  Mas não foi assim. Graças à pressão dos súditos , que não eram bobos, todos os culpados foram punidos exemplarmente e então o povo viveu feliz para sempre. E pela primeira vez na história do Reino, depois de uma CPI, não houve comemoração com pizzas e marmelada.

 
 

Página Principal

Old
Guest Book

Assine meu novo Livro de Visitas
Free Guestbook from Bravenet.com
Livro de Visitas
Antigo