Portal Cdor Heraldo Lage
HLAGE.COM.BR
Grupo Amigos Verso & Prosa

NOSSA HOMENAGEM AO GRUPO GUARARAPES !
COORDENADOR GEN TORRES DE MELO
NOSSA HOMENAGEM ÀS FORÇAS ARMADAS DO BRASIL !

É NÓISH NA FITA !

GRUPO GUARARAPES

CARTA DO GEN TORRES DE MELO
A MINISTRA ELLEN GRACIE

 
Fortaleza, 11 de outubro de 2006


Excelentíssima Senhora Ministra Presidenta do STF

Dra. Ellen Gracie

         Curvado, encontro-me perante a majestade da Sagrada Instituição que Vossa Excelência bem representa. Como simples cidadão, chego até à presença de Vossa Excelência para pedir JUSTIÇA, para o meu povo. Estou me dirigindo à preclara Ministra por acreditar piamente no pensamento de Henri Frederic Amiel:

“O VERDADEIRO PRINCÍPIO DA HUMANIDADE É A JUSTIÇA”.

         Não sou jurista, mas tenho dentro de mim uma preocupação constante que é o sagrado dever do cumprimento da Lei, o que, no nosso País, como norma, não mais se observa. Não aceite essa minha afirmativa como uma desconfiança do PODER JUDICIÁRIO. Entenda-a como a certeza de que só o RESPEITO À LEI pode garantir a DEMOCRACIA, no nosso País e/ou alhures.

         Gostaria de afirmar que não concordo com pensamentos comuns ou medíocres, que igualam o homem por baixo e deixam de elevar a inteligência ao seu devido lugar. Não sou, precisamente, de direita, esquerda, nem centro, mas sim abraço a idéia de que a existência do ser humano é a grande prova da existência de DEUS. A PESSOA HUMNA É SÍMBOLO DA GRANDEZA DIVINA.

         Excelentíssima Ministra. Estamos vivendo num País injusto. Veja que o mínimo que se poderia esperar seria o cumprimento da CONSTITUIÇÃO. A Senhora sabe, muito mais do que este humilde cidadão, que moramos num Estado cujo o Executivo ainda aplica a máxima popular: “GOVERNO É GOVERNO” e todos se curvam diante do PODER.

         Estamos em pleno período ELEITORAL e a Lei não é cumprida e parece que ninguém tem força para fazer cumpri-la. Veja Vossa Excelência o absurdo do caso do dossiê, de que não se sabe nada e os protagonistas estão soltos, se demitem de Partido Político (RECONHECIMENTO TÁCITO DO CRIME) e nada acontece. É o governo usando a máxima “governo é governo” e diz não saber de onde veio o dinheiro, de quem é o dinheiro, quem levou o dinheiro e ainda queria esconder o dinheiro para  levar vantagem no campo eleitoral.

           O que devo dizer aos meus filhos e meus netos? Ouvir diariamente que se todo mundo rouba logo todo mundo pode roubar reflete, também, a situação caótica em que vive o nosso País. Ao passar os olhos em mensagens na Internet, VEMOS QUE  JORNAIS ESTRANGEIROS nos apontam como um povo desonesto, o que bem caracteriza a nossa situação atual de descrédito.

         Não posso acreditar que a Senhora, como Brasileira, tenha perdido a capacidade de se indignar. Será que o Procurador Geral da República já, perdeu, também, essa característica que se impõe fundamental numa Democracia? Onde se encontra o Corregedor da Justiça Eleitoral que, também, não pede ao Juiz a prisão dessa canalha toda, envolvida na mais deslavada corrupção?

         Será que a minha querida JUSTIÇA Brasileira não se recorda que o Ministro da Justiça proporcionou apoio aos criminosos que humilharam o miserável, o pobre, o filho bastardo, o piauiense chamado FRANCENILDO e todos estão soltos e, ainda, parece que o principal implicado, mesmo denunciado pelo Procurador Geral da República por vários tipos de crimes, acaba de ter o direito de se eleger deputado federal? E O FRANCENILDO, como fica nessa podridão toda? Soube que no processo que move contra o Estado, já é acusado de pedir muito dinheiro? E qual é o valor da honra do cidadão? Ela tem preço? Será que o artigo 1º da Constituição Federal, no seu fundamento III, é apenas mais um enfeite para inglês ver? Vou transcrevê-lo, mesmo sabendo que Vossa Excelência o sabe com muita precisão: 

“ARTIGO 1º  A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, FORMADA PELA UNIÃO INDISSOLÚVEL DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS E DO DISTRITO FEDERAL, CONSTITUÍDA EM ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, TEM COMO FUNDAMENTOS: I - ..., II A CIDADANIA, ... III A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA...

Será que o FRANCENILDO não tem direito a ter a sua PESSOA HUMANA preservada? Será que sendo ele pobre pode ser pisado pelo ministro da Justiça que tem a obrigação de defendê-lo? Ele não é um cidadão? Que PAÍS É ESSE? SERÁ QUE É mesmo  “O PAÍS DO FAZ DE CONTA” como afirmou o Presidente do TSE e que como se vive no “País do Faz de Conta” aceita-se tudo isso que acontece e os TRIBUNAIS são apenas órgãos que aprovam as INJUSTIÇAS praticadas contra os “FRANCENILDOS”? 

         Ao terminar essa carta, mais uma vez curvo-me perante a SAGRADA JUSTIÇA, mas afirmo que não posso aceitar que seus componentes não defendam o cidadão, a sociedade e o povo brasileiro. Só aqueles que estão vestindo a toga PODERÃO AINDA NOS SALVAR. Se a canalhada não for para a cadeia, pobre de nós que somos “FRANCENILDOS”.

         Ao assinar esta carta, faço-o na certeza de que por muitos sou considerado  como “UM VERDADEIRO DON QUIXOTE”. Mas me conforta saber que os que assim me julgam são filhos da ignorância e da mediocridade. Eles odeiam a VERDADE e como me abracei à VERDADE serei considerado um velho jurássico ou mesmo caduco. Não tem importância. Procuro cumprir o meu dever de cidadão.

         Minha preclara Ministra. AINDA TENHO CERTEZA DE QUE HÁ “UM JUIZ EM BRASÍLIA”, como o moleiro alemão, enfrentando o poderoso “Frederico O Grande”, acreditou que havia um Juiz em BERLIM.  

         Receba o protesto de minha admiração e do meu respeito.

 

GENERAL DE DIVISÃO  REFORMADO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO    Idt:100006240-4 M.EX

PS: Este documento foi submetido ao GRUPO GUARARAPES, QUE O APRVOU.

 

GENERAL TORRES DE MELO

 

Página Principal

Old
Guest Book

Assine meu novo Livro de Visitas
Livro de Visitas
Antigo