Portal Cdor Heraldo Lage
HLAGE.COM.BR
Grupo Amigos Verso & Prosa

NOSSA HOMENAGEM AO GRUPO GUARARAPES !
COORDENADOR GEN TORRES DE MELO
NOSSA HOMENAGEM ÀS FORÇAS ARMADAS DO BRASIL !

É NÓISH NA FITA !

GRUPO GUARARAPES

COM TRES ANOS DE ATRASO
Cel Bayma Kerth

 

Segundo o noticiário do dia 14.12.2005, em reunião no Congresso Nacional, os Comandantes Militares das Três Forças Armadas do Brasil expuseram aos participantes a caótica situação da Tropa, com o material e o armamento “sucateados”, e o Treinamento prejudicado, a Níveis de Risco, já no limite do permissível, para garantir o Cumprimento de suas Missões Constitucionais, o que, se não resolvido, poderia inviabilizar, mais adiante, o Cumprimento destas Missões.  Foi dito, inclusive, que faltavam recursos para alimentar os soldados com café, almoço e jantar e que no próximo ano de 2006, cogitava-se de reduzir o efetivo em cerca de 50.000 homens.

 

Desde o Governo passado, de FHC, e do inicio do Governo Lula, o Grupo Guararapes, ao qual tenho a honra de pertencer, alerta o Povo Brasileiro para esta situação constrangedora por que passam as Forças Armadas e as conseqüências danosas de um Inferior Treinamento da Tropa para o Cumprimento das suas Missões de Defender o Brasil, Garantir as Instituições e Manter a Ordem, onde e quando for necessário. O Grupo, também, em mais de um dos seus artigos, sugeriu que se reduzissem os efetivos, porque, é melhor ter um Efetivo Menor e Bem Treinado do que grandes efetivos despreparados que ao final, acabam se tornando em bandos armados. Citou, até, o Exército Alemão com pequeno efetivo, uma imposição do Tratado de Versalhes, que, bem selecionado e treinado, rapidamente, transformou-se numa das mais poderosas máquinas de guerra.

 

Sou do tempo em que o Homem era a Prioridade nas Forças Armadas.   Ensinava-se o recruta a calçar sapatos e até a escovar os dentes. Nos quartéis, havia Escola para os Analfabetos. A Instrução, o Treinamento Físico, os Exames de Saúde (tratamento dentário, inclusive), uma boa alimentação (o oficial de dia provava a comida antes das refeições) e, sobretudo, a Disciplina, transformava Meninos em Soldados de Verdade ao final do ano de instrução. Nos quartéis havia hortas e, em alguns, até padaria, para baratear e melhorar a qualidade da alimentação. No Exército, havia, ainda, os CPOR que facilitavam a integração dos militares com as futuras lideranças civis.

 

Naquele tempo, os navios da Marinha, as viaturas do Exército e os aviões da Força Aérea, eram, na maioria, remanescentes da Segunda Guerra Mundial, mas funcionavam bem porque eram conservados com muito zelo e responsabilidade. O armamento, também, era da mesma época e às vezes, até mais antigo, mas uma insignificante peça perdida era motivo de Inquérito Policial Militar. As verbas também eram poucas, porém como a tropa era bem instruída, as Unidades estavam sempre prontas para qualquer Missão, e Manobras eram realizadas todos os anos. Havia também um reforço de verbas que era proveniente das Economias Administrativas. Na seqüência, foi instituído um Suprimento de Fundos (verba a ser usada com grande flexibilidade) para as Grandes Unidades, o que veio facilitar e muito o apoio Material e de Saúde para as Unidades Subordinadas.

 

Só para facilitar a compreensão do que quero dizer, sabe-se que é mais barato, mais fácil e mais vantajoso, conservar uma estrada do que esperar que ela seja destruída para reconstruir. O mesmo ocorre com as Forças Armadas. Por isso, não vai ser num ano eleitoral, quando o Governo quer comprar votos para ganhar a Eleição, que sobrará o dinheiro necessário, que não vai ser pouco, nem tempo suficiente para reconstruir as Forças Armadas. Tem que se começar tudo de novo.

 

As queixas dos três Comandantes Militares, no Congresso, deveriam ter se iniciado no primeiro dia do Governo Lula, no ano de 2003. Hoje, estão com três anos de atraso.

 

Muitas Felicidades no Natal para todos que lerem este desabafo, e que Deus Ilumine o Povo Brasileiro para que Eleja em 2006, um Presidente Patriota, Homem de Palavra, que Priorize a Segurança Pública, a Educação, a Saúde e o Desenvolvimento Nacional, diferente deste Governo de “Esquerdistas” que vivem como Barões e adoram fazer Farra com o Dinheiro do Proletariado.  

    

Bayma Kerth Cel EB Turma de 1951 Em 18.12.2005. 

 

Página Principal

Old
Guest Book

Assine meu novo Livro de Visitas
Livro de Visitas
Antigo